Sobre o CIPEL 2019

Uma Amazônia  competitiva, de qualidade, produtiva sempre.

4, 5 e 6 de setembro de 2019

#CIPEL2019

I Congresso Internacional de Pecuária Leiteira da Amazônia Ocidental

4, 5 e 6 de setembro de 2019

www.cipel2019.com.br - Universidade Federal do Acre

APRESENTAÇÃO:

       A atividade leiteira brasileira tem índices zootécnicos, econômicos e de produtividade muito baixos, tornando uma atividade pouco atrativa. Some-se a isso o despreparo do setor produtivo, principalmente na área de gestão (NOVO; SCHIFFLER, 2006). A falta de preparo do produtor o afeta negativamente, proporcionando baixo retorno econômico, até prejuízo, e desmotiva-o na continuação da produção de leite. Por isso, o pecuarista tem a necessidade de se adaptar, pensar e agir como um empresário rural, com visão gerencial de sua atividade (CREPALDI, 1998), independente de ser pequeno, médio ou grande produtor (LOPES et al., 2004).

       Na pecuária bovina leiteira, nota-se grande diversidade de sistemas de produção, manejo, níveis de arraçoamento e aplicações de técnicas de exploração, gerando diferentes índices zootécnicos, econômicos e de produtividade por área, em função das características e peculiaridades de cada sistema de produção. Na maioria destes, observam-se o amadorismo casuístico e o descaso, aliados à forma extrativista e ineficiente de se produzir, resultando em baixos índices zootécnicos e elevado custo de produção, além da produção extrativista dos recursos naturais e da falta de respeito ao meio ambiente. Entretanto a atividade quando conduzida sob a visão empresarial, promove a melhoria da rentabilidade econômica, além de maximizar o uso dos recursos disponíveis para o processo produtivo, recuperar áreas em estágio de degradação, promovida pela exploração extrativista, respeitar o meio ambiente e resgatar a autoestima do produtor, tornando a atividade viável economicamente..

 

CONTEXTUALIZAÇÃO:

       A pecuária leiteira é uma das principais atividades econômicas do Brasil, geradora de emprego e renda, onde a matéria prima produzida é componente da produção de muitos alimentos consumidos pela população, como a bebida em si, queijos, manteigas, doces e iogurtes. No Acre, assim como nos demais estados do país, a base da cadeia produtiva do leite é formada por produtores familiares, que contam com a atividade para sustento. Mesmo a bovinocultura de leite estando consolidada no estado, ainda apresenta dificuldades quanto sua condução como uma empresa rural lucrativa, advindo de produtores que não buscam a especialização na exploração da pecuária leiteira em termos empresariais, juntamente ao predomínio do empirismo, falta de capacitação técnica e acompanhamento técnico.

 

 

OBJETIVO GERAL:

       O I Congresso Internacional de Pecuária Leiteira da Amazônia Ocidental (CIPEL) idealizado pela Universidade Federal do Acre, Secretaria de Agropecuária do Estado do Acre, Embrapa Acre e Instituto Federal do Acre tem por objetivo apresentar as discussões mais atualizadas sobre o Sistema de Produção Leiteira, abordando temas como manejo de pastagem, manejo e reprodução do gado leiteiro, avaliação e desempenho das propriedades leiteiras, qualidade do leite, sustentabilidade, gestão e legislação pertinentes. 

       Será o momento oportuno para analisarmos o que está bom e deve ser mantido (nossas realidades), o que estamos precisando melhorar (nossas necessidades) e o que vamos fazer para melhorar (nossas respostas).

 

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

– Contribuir com fóruns de discussão;

– Mediar o contato da comunidade acadêmica com profissionais da área;

– Promover e/ou auxiliar em eventos e palestras;

– Difundir conhecimentos;

– Complementar a capacitação dos discentes

 

 

MISSÃO

Proporcionar a estudantes, produtores, profissionais e pesquisadores, discussões acerca dos avanços e práticas integrativas na bovinocultura de leite, fomentar a divulgação científica e o intercâmbio entre estudantes, profissionais e pesquisadores e instituições interessadas na temática central do congresso, estimular a produção de conhecimento na perspectiva da transdisciplinaridade.

 

DATA:

04, 05 e 06 de setembro de 2019

 

LOCAL:

Teatro Universitário, Universidade Federal do Acre, campus de Rio Branco

 

 

 

PÚBLICO ALVO:

            O evento será voltado para estudantes de ciências agrárias, técnicos, empresários e produtores ligados à produção leiteira, instituições de ensino, pesquisa, crédito rural, assistência técnica e desenvolvimento agropecuário. Propiciando o mais amplo acesso às informações, à geração de conhecimento e à contribuição para o desenvolvimento sustentável da pecuária leiteira no estado do Acre.

 

ESTIMATIVA DE PÚBLICO:

300 participantes.

 

DIFERENCIAÇÃO:

            Palestrantes nacionais e internacionais / Tradução simultânea

 

INSCRIÇÕES:

            Via site

 

VALORES:

            Profissionais: R$ 150,00parcelado em até 5 vezes

            Estudantes: R$ 100,00 parcelado em até 5 vezes

            Produtor: R$ 100,00 parcelado em até 5 vezes

            Inscrições em grupo( 5 pessoas) : R$ 90,00

 

 

COORDENAÇÃO:

Eduardo Mitke Brandão Reis – Universidade Federal do Acre

Francisco Lopes Dantas – Secretaria de Agropecuária do Estado do Acre

Bruno Pena – Embrapa Acre

Ederson Silva – Instituto Federal do Acre

Bruna Laurindo Rosa – Universidade Federal do Acre

Marcos Aurélio Lopes – Universidade Federal de Lavras

 

EQUIPE TÉCNICA:

Alice da Silva Gundim– Universidade Federal do Acre

Ana Michele Pereira da Conceição – Universidade Federal do Acre

Andressa da RochaBusanello – Universidade Federal do Acre

Emanuel de Jesus Soares de Lima Junior – Universidade Federal do Acre

Jean Paulo GotelipCabral – Universidade Federal do Acre

João Carlos Araújo Nogueira – Universidade Federal do Acre

João Paulo Bussons dos Santos – Universidade Federal do Acre

Lorena PollisDomingues –Universidade Federal do Acre

Luane Pereira Linhares – AcreAgro

Maurício Santos Silva – AcreAgro

RaynáGirard Madeira – Universidade Federal do Acre

Sheilane da Silva Lima – Universidade Federal do Acre